POESIAS TABAGISTAS: Álvares de Azevedo, Meu Anjo.

alvares-de-azevedo-2

co_sigl3

Charuto, fumaça espessa… uma baforada na cara…fog, Lord Byron.

Charuto não se traga Azevedo! Olha a tuberculose!co_logo

Vinte anos é tão pouco tempo… quanto na régua da vida?

O que leva para queimar um Cohiba?

Da série Spleen e charutos, segunda parte da Lira dos Vinte anos:

co_coron1

meu-anjo

meu-anjo1

co_robus

!trague seu poema!

Anúncios

~ por C. Guilherme A. Salla em 14/11/2008.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: