23:45

A espero para o jantar
junto da mesa do telefone
até que a fome passa e vou me deitar.

Ela sabe exatamente o que faz,
eu não saberia o que fazer em seu lugar,
eu nem imaginaria.

Toda trama do tapete afrouxa
e o calor potencializa certos odores.
É a mesma a cada nuance,
a cada dobra sob o tato.

Toma-me como exemplo a estranhos.
Toma a bebida do meu copo
e se levanta.

Tomara que ela retorne,
penso uníssono com todos a minha volta,
e ela volta.

 

.

Cláudio Guilherme Alves Salla

cc -Some rights
Anúncios

~ por C. Guilherme A. Salla em 13/12/2008.

Uma resposta to “23:45”

  1. UM TANTO QUANTO…FRANCISCO OTAVIANO…

    BOANÍSSIMA!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: