AFASIA

Algumas pessoas preferem ouvir os poemas, a lê-los

Para tais pessoas, encontrei em minhas andanças um declamador notável.

Pressione o play e ouça!

Para as demais, mantenho também os versos convencionais:

AFASIA

Eu já disse

Coisas demais

Em versos.

Hoje não,

Farei o inverso.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about ““, posted with vodpod

Cláudio Guilherme Alves Salla

cc -Some rights
Anúncios

~ por C. Guilherme A. Salla em 29/06/2009.

3 Respostas to “AFASIA”

  1. Ué, esta poesia não tinha ido pra Paraty? Já voltou? Como foi a viagem? Já consertaram a estrada que liga à Cunha. Escreveu diário das andanças?
    Falando sério: poesia boa é necessáriamente oral, como a sua.
    Abraço.

  2. É Lalo, pois é… o poema voltou, mas os 50 mangos da inscrição ficou… poema caipira é assim… vê o mar, salga as canelas e volta pro meio do canavial…
    Abraço!

  3. “Palavras” e “Idéias” meu caro Guilherme podem mudar o mundo, mas ditas em alto som; mudam a si mesmas.
    Já Dizia “ROBERT FROST”
    ““Duas estradas divergiam numa floresta.
    Peguei a menos andada. Isto fez toda a diferença”
    Eu diria meu caro que as palavras fariam a grande diferença, pois são elas que nos guiam.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: