POESIAS TABAGISTAS: Pneumotórax de Marco Antônio de Araújo Bueno ilustrado by “Incríveis Arquivos de João Antônio Buhrer Almeida”.

12367-fucked-up-friends

Duas semanas depois do fumante ser guindado á condição de inimigo nº 1 da saúde pública por intermédio da lei antifumo tucana, o câncer de pulmão, finalmente erradicado dos sítios paulistas e, quiçá, nacionais, sinto-me sujo, fedido e perverso enquanto traço estas tortas linhas com o cigarro no canto da boca.

DSC08456DSC08457DSC08458

É claro que obrigado e desabrigado, o bloco de papel, umidificado pela fina garoa que cai, desfaz-se sob o atrito da ponta do lápis e dificulta a fluência dos argumentos que se esvaem aqui, tal qual a amaldiçoada fumaça.

DSC08470DSC08459DSC08461

Nada como uma bela e bem formulada frase de efeito para afastar a razão e a crítica:

“QUEM NÃO FUMA, PERFUMA.”

A nós, fétidos fumadores, resta apenas a capitulação…

DSC08464DSC08462DSC08460

O problema é que nós, fumantes, a exemplos dos mineiros (como já dizia o Otto Lara Resende, segundo Nelson Rodrigues em Flor de Obsessão), somos solidários no câncer.

Fruto desta solidariedade doente, vão aí as contribuições de dois amigos do peito: Marco Antônio de Araújo Bueno (poema) e João Antônio Buhrer  Almeida (imagens).

“PNEUMOTÓRAX”

Marco Antônio de Araújo Bueno

Acetábulo displásico:
Fêmures dardejando
Bacia pouco acolhedora;
Nem um tango argentino,
Tampouco um cigarrinho amigo
Oferecido na trincheira.

!Trague seu Poema!

Anúncios

~ por C. Guilherme A. Salla em 24/08/2009.

3 Respostas to “POESIAS TABAGISTAS: Pneumotórax de Marco Antônio de Araújo Bueno ilustrado by “Incríveis Arquivos de João Antônio Buhrer Almeida”.”

  1. Guilherme,
    Acho que por uma vontadezinha de revanche ou vingança, tô escrevendo um livrinho, “Cidade Suja”, onde, em todos os poemas, tem sempre uma fumaça espiralando, um cara tossindo ou alguém com um copo numa mão e o cigarro na outra. Mas eram outros tempos que não estes.
    Abraço

  2. Ótima notícia! Reserve meu exemplar!

    Abraço!

  3. […] Por Eustáquio Gomes via Arquivos Incríveis de João Antonio Büher de Almeida […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: