TERCETO ALFANUMÉRICO

Meu poema

É uma conta

E um conto.

Cardeal, 17 de outubro de 2009

Cláudio Guilherme Alves Salla

cc -Some rights
Anúncios

~ por C. Guilherme A. Salla em 30/10/2009.

5 Respostas to “TERCETO ALFANUMÉRICO”

  1. Isso que é viver de Literatura. Um conto e uma conta. Um conto não fadas e uma conta bancária ou uma conta a pagar. São teorias que nem Belchior explica.

    Parabéns pelo blog e poesias.

  2. Eu tenho um pouco menos de “25 anos de sangue e de sonho e de América do Sul”, mas conto com o bigode pra expressar esses sentimentos.

    Obrigado pelo comentário e seja bem vindo!

  3. Gostei desse.
    Só não entendi os “menos de 25 anos” acima. É de formatura ou de casamento?

  4. Lindo esse seu poema. Vou levá-lo comigo.
    Abraços poéticos!

  5. Leva, eles são muito solitários aprisionados aqui…

    Beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: